terça-feira, 21 de março de 2017

palavras em convulsão

olga astratova

dentro de mim, tenho labirintos
que enclausuram palavras
que se emaranham no desacerto
das partidas.
com elas navego
ao sabor do reencontro
de algum porto estável
onde as possa amenizar.
formam cinzas de exultação
que edifico num espiral de emoções,
cercam-me palavras líquidas.
e gotejam em vertigem
ao encontro de um pouso
secreto num estuário de paz.
© Piedade Araújo Sol 2017-03-21

24 Comentários:

Blogger Cidália Ferreira disse...

Lindo poema!

Beijinhos

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Agostinho disse...

Muito bom dia, Piedade. E Sol.

Entre a nascente e a foz
corre poesia
embaraçada nos remoinhos
do peito em pedregosa agonia.
Soltam-se inusitados tumultos,
emoções a galope:
indomáveis as palavras
por dizer.

Um bj.

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Os olhares da Gracinha! disse...

E a paz tem um sabor a bela poesia! Bj

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Marta Vinhais disse...

E quando se encontra a paz nas palavras e na alma... escreve-se na leveza da brisa....
Lindo...
Beijos e abraços

Marta

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Manuel Veiga disse...

palavras para que vos quero, que não sejam para "exultar" a "espiral de emoções"?

gostei muito

beijo

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger O Árabe disse...

Gosto muito dos teus poemas e das imagens que crias; quem nos dera, pudessem as palavras que nos escapam desaguar em um estuário de paz! Boa semana, Piedade.

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Luis Eme disse...

Todos temos...

(a imagem está muito bem "caçada)

abraço Piedade

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Elvira Carvalho disse...

Gostei.
Um abraço

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Mar Arável disse...

Mares desgrenhados à flor da pele
Bj

terça-feira, 21 março, 2017  
Blogger Smareis disse...

Magnifico!
Uma boa semana!
Um beijo !

quarta-feira, 22 março, 2017  
Blogger Pedro Luso disse...

Olá Piedade.
Gostei muito do teu palavras em convulsão, um poema denso e belo. Parabéns.
Abraços.
Pedro

quarta-feira, 22 março, 2017  
Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

Não
não me enganas
Não há labirinto sem saída
para o teu poema
Não é aprisionável nenhum dos versos teus
E apenas te poderiam cercar palavras-pedras

quinta-feira, 23 março, 2017  
Blogger Ana Freire disse...

Como sempre, uma explosão... feita de talento, emoções e inspiração... em palavras, por aqui...
Mais um trabalho belíssimo!
Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

quinta-feira, 23 março, 2017  
Blogger Jaime Portela disse...

Depois das tempestades, as palavras também têm a sua bonança...
Excelente poema, gostei muito.
Continuação de boa semana, amiga Piedade.
Beijo.

quinta-feira, 23 março, 2017  
Blogger Cristina Cebola disse...

Gosto da fluidez das palavras, nesse mar onde as emoções navegam...

Beijinho Pi, bom fim de semana....:)

sexta-feira, 24 março, 2017  
Blogger AC disse...

Um excelente conceito, um estuário de paz...
Que as palavras se soltem, Piedade!

Um beijinho :)

sexta-feira, 24 março, 2017  
Blogger Graça Pires disse...

Labirintos a enclausurar as palavras. As emoções por um fio, à espera da vertigem que o poema lhes concede...
Muito belo, Piedade!
Um bom fim de semana.
Um beijo.

sábado, 25 março, 2017  
Blogger Sofia disse...


As suas palavras sempre fluem como água de beber...

Belíssimo, Piedade.

Beijinho.

sábado, 25 março, 2017  
Blogger Rita Sperchi disse...

Bom dia de domingo,que tudo continue reinando beleza por aqui,a poesia,a musica deixa nosso momento mais feliz bjussss
Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

domingo, 26 março, 2017  
Blogger Fernanda Maria disse...

Quando encontrares esse estuário, por favor diz-me, pois partilho da mesma emoção.

Um beijinho Piedade

domingo, 26 março, 2017  
Blogger LuísM Castanheira disse...

líquidas palavras
em labirintos aprisionadas...

uma só palavra não faz o poema
como uma só gota não faz tanto mar.
mas esta poética, em primavera,
rompe todas as barragens.

sábios são os rios... ao escolherem os seus percursos, e o poema, ao 'mar' chegará...

muito belo, Piedade
(penso já ter comentado...ou é o PDI)

Um beijo de domingo

domingo, 26 março, 2017  
Blogger Majo Dutra disse...

~~~
Muito belo, belíssimo, Pi Sol...

Dias venturosos.

Beijos, estimada amiga.
~~~~~~~~~~~~~~~~~

domingo, 26 março, 2017  
Blogger Maré Viva disse...

Palavras bem construídas que nenhum labirinto foi capaz de enclausurar,
elas chegaram até nós expressas num belíssimo poema, pleno de exaltação.
Um abraço.

segunda-feira, 27 março, 2017  
Blogger Toninho disse...

Que lindo Piedade!
Há leveza, beleza e paz cadenciadas.
Aplausos querida amiga.
Bjs

sexta-feira, 31 março, 2017  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial